Notícias

Notícias

5 dicas para melhorar a saúde mental na pandemia

Como está sua saúde mental na pandemia? Antes mesmo dos casos de covid-19 existirem, o Brasil já era considerado o país mais ansioso do mundo pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Com a pandemia, o estresse, o medo e a incerteza trouxeram prejuízos: pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul aponta que 80% dos brasileiros se tornaram mais ansiosos durante a pandemia. Mas como melhorar a saúde mental? Separamos 5 dicas para te ajudar nesse momento.

1) Valorize suas relações sociais

A solidão é  um gatilho e impulsor de transtornos de humor. Por isso, tente tirar um tempo para manter o contato com os familiares e amigos, seja por uma videochamada ou até um encontro presencial com máscara, distanciamento social e ventilação.

2) Pratique o autocuidado

Lembre-se de descansar, se alimentar bem e se exercitar. Bem  como reservar um tempo para a meditação e dar um descanso das telas (celular, TV, tablet, computador), o que ajuda a melhorar a saúde mental. Também estabeleça um tempo para acompanhar as notícias – e lembre-se de respeitá-lo –. É que o excesso de notícias ruins causa maior sentimento de desconforto.

3) Estude

Apesar dos desafios do ensino remoto, estudar ajuda a melhorar a saúde mental na pandemia. Segundo Flávia Martins, psicóloga e instrutora do Instituto Ramacrisna, as aulas virtuais ajudam não só a adquirir conhecimento, mas também trazem outros benefícios.

“O ensino tem mantido o engajamento das relações sociais. E isso é uma das contribuições positivas para que o jovem consiga reconstruir e manter uma rotina organizada.”, explica. 

Para atender os cerca de 1100 alunos dos seus cursos profissionalizantes e do Adolescente Aprendiz, o Instituto Ramacrisna precisou implantar uma estratégia durante a pandemia: As aulas são realizadas em plataformas online e gratuitas, como o Google Meet e o Google Classroom. E os alunos recebem apoio de instituições locais para poderem acessar as aulas.

4) Tenha um hobby

Reserve um tempo para fazer algo que você gosta e se concentre nessa atividade. Pode ser ler um livro, tocar um instrumento ou praticar um esporte. Esse vai ser um tempo dedicado exclusivamente para você. E psicólogos explicam que, quando se pratica um hobby, se alcança um estado mental menos ansioso e sem divagações sem propósito. E o resultado é a regulação de emoções e redução do stress.

Mas nada de se descuidar para praticar seu hobby! Lembre-se de tomar os cuidados necessários para evitar a infecção pelo coronavírus. 

A Orquestra Jovem Ramacrisna, por exemplo, adotou ensaios e aulas on-line ou com máscara e distanciamento social. Além do empréstimo de instrumentos e apresentações virtuais. 

Para continuar ajudando nossos alunos nesse momento de pandemia, precisamos da sua ajuda. Saiba como doar.

5) Procure ajuda

Se você se sente constantemente triste, sem energia ou sem vontade de fazer as coisas que gosta, procure ajuda. Os profissionais de saúde mental vão te acolher e auxiliar nesse momento de dificuldade. E não precisa sentir medo: eles são preparados e vão te escutar e sem te julgar.

Diferenças da saúde mental na pandemia 

Se você perceber que uma pessoa próxima está em sofrimento mental, ofereça sua escuta e a estimule a procurar ajuda profissional. Mas não se esqueça que as pessoas são afetadas de formas diferentes: Todo mundo é afetado de alguma forma, mas Flávia Martins chama atenção para essas diferenças. 

“As crianças vão exigir mais do que em tempos normais. Elas têm mais dificuldades em modificar a rotina e entender os motivos. E, para que elas se sintam mais seguras, é preciso respeitar a bagagem e o entendimento delas que ainda são limitados”, avalia. Já os adolescentes sofrem impacto no sono e no desenvolvimento cognitivo. “E os adultos têm a propensão de desenvolver problemas psiquiátricos, que podem ser um quadro de ansiedade, ataques de pânico, depressão, entre vários outros”, finaliza.

Atividades do Ramacrisna durante a pandemia

A saúde mental é um assunto sério e uma das formas de atuação do Instituto, com ações específicas para a melhoria da qualidade de vida da comunidade. O projeto Circulando o Saber realiza lives no instagram sobre saúde mental e outros temas sugeridos pelos alunos. 

Já o Festival Ramacrisna em Casa realizou duas lives musicais. A primeira, contou com show de bandas locais de Betim. Já a segunda com uma apresentação da Orquestra Jovem Ramacrisna e convidados. O Instituto também conta com programação voltada para o público infantil: Além de uma playlist com vários vídeos sobre contação de histórias e construção de brinquedos educativos que é atualizada com novos vídeos semanalmente, o projeto Construindo o Futuro  já realizou 2 lives, sendo uma contação de histórias e uma de criação de brinquedos e nesta sexta, 23 de julho, acontece um sarau de poesias.

E o Ramacrisna também incentiva formas de interação e valorização do conhecimento. Uma forma é a Sexta-Feira Free, em que os alunos apresentam habilidades para os colegas. Outro projeto é a Feira Virtual de Aprendizagem, evento online anual que discute novas formas de aprender durante a pandemia, com apresentações, música, poesia e projetos de pesquisa.

Nos ajude a levar essa ideia adiante. Compartilhe esse artigo com um amigo.   

compartilhar:

Receba nossas notícias