Notícias

Sem categoria

Pequenos leitores: 5 livros infanto-juvenis para conquistar crianças e adolescentes

O hábito da leitura deve ser estimulado desde a infância. Mas, entre tantos livros publicados, quais são mais adequados para crianças e adolescentes? 

Convidamos a coordenadora da Biblioteca do Ramacrisna, Cleide Moura, para indicar 5 livros infanto-juvenis que vão agradar os pequenos leitores. Confira!

Leia também: Como melhorar a educação infantil por meio da leitura

        1) O diário de um banana – Jeff Kinney

A coleção é composta de 12 livros, que contam a história de um garoto que tem o sonho de se tornar famoso e popular.

São livros que refletem bem o momento de transição do leitor pré-adolescente. Além disso, prendem muito o leitor com histórias geralmente engraçadas e complicadas, bem a cara deles nessa idade.

         2) A falta que me faz – Meg Cabot

O livro é o último da série Desaparecidos. E conta a  história de uma garota que recebe um raio na cabeça e passa uma temporada no Afeganistão. 

É um livro dinâmico, cheio de ação. A história também reúne romance, aventuras e música. Meg Cabot também escreve para as adolescentes e pré-adolescentes sem menosprezar a inteligência ou abordar apenas assuntos “fúteis”. 

         3) Diário de princesa – Meg Cabot

É o primeiro livro de uma série com o mesmo nome. Na trama, uma garota descobre que faz parte da realeza. Entre a rotina da escola e os amigos, ela se prepara para assumir o trono.

É um livro divertido, com pitadas de humor. Além disso, trata de temas como assumir responsabilidades e não abandonar os amigos. 

        4) De olhos fechados – Lavínia Rocha

Mistério para a criançada! Cecília é uma garota cega, que começa a receber bilhetes estranhos. Ao mesmo tempo, ela tem que desvendar um mistério na sua cidade, Belo Horizonte.

Os livros da Lavínia são um sucesso na Biblioteca do Ramacrisna. A autora aborda temas relevantes, como a deficiência visual. A belorizontina é jovem e fala diretamente para o leitor.

        5) Coisas incríveis acontecem – Lia Rocha

Esse já é um livro para adolescentes e quase adultos. Na trama, uma garota se muda para cursar a faculdade em outra cidade. Lá, ela tem que se adaptar à nova realidade e lidar com um desafeto.

Lia Rocha é um pseudônimo da Lavínia. O novo nome foi criado para separar as obras do público jovem dos livros voltados para crianças. A autora mantém a forma de escrever e não dá vontade de parar de ler.

Mais livros infanto-juvenis

Mais de 9 mil livros compõem o acervo da Biblioteca do Ramacrisna. Para estimular o hábito em crianças e adolescentes, são feitas contações de histórias e mediações de leitura. Além disso, todos os livros estão disponíveis para serem lidos e ouvidos. 

“Quando a biblioteca dá autonomia aos leitores para acessarem acervos, opinarem em aquisições e participarem de planejamento e ações, o leitor se sente parte integrante e atuante. Além de empoderar, isso aproxima o público, que cria o hábito da leitura”, explica Cleide Moura.

Além de livros infanto-juvenis, a biblioteca conta com clássicos literários, obras de autores indígenas e negros e de escritores brasileiros.

Biblioteca de cara nova

Pensando em dar mais conforto e bem-estar aos leitores, a Biblioteca do Ramacrisna passou por uma reforma. Os recursos das obras vieram do edital da Lei Aldir Blanc e da Rede de Leitura Sou de Minas, Uai – que é apoiada pelo Itaú Social. 

Para deixar o espaço mais bonito e atrativo, o teto e as pilastras ganharam cara nova: foram feitas ilustrações inspiradas no livro e curta metragem “Os fantásticos livros voadores do Sr. Morris Lessmore”. Confira no vídeo o processo de reforma.

A reforma também readequou o espaço para recebimento dos leitores no período pós-pandemia, conforme o protocolo de reabertura da categoria. Isso inclui maior espaçamento entre os leitores e manutenção do local arejado.

Apesar de ainda não haver data para a retomada das atividades presenciais, a Biblioteca mantém contato com os leitores. Por enquanto, as mediações são online e os materiais postados nas redes e via whatsapp. Por outro lado, o empréstimo de livros continua acontecendo. Mas, sempre que há a devolução de um livro, ele fica em quarentena de 14 dias, por segurança.

Ajude a manter esse projeto

Um dos projetos da Biblioteca é o Mala de Leitura, que consiste em uma mala com aproximadamente 40 livros e se transforma em uma “estante expositora” quando é aberta. Através dele, diversas instituições de ensino são visitadas com uma biblioteca itinerante e recebem doações de livros.

Para dar seguimento ao projeto, precisamos muito de livros infanto-juvenis e de literatura. Faça a sua parte e doe alguns exemplares. É só entrar em contato conosco.

 

compartilhar:

Receba nossas notícias