Notícias

8 de setembro de 2021

Adolescente Aprendiz|Arte e Cultura|Jovem Aprendiz|Notícias

Como investir na formação musical por meio do programa Jovem Aprendiz

A Lei de Aprendizagem estabelece que as empresas cumpram uma cota de contratação de Jovens Aprendizes, que é calculada conforme o número de funcionários. Porém, nem todas contam com um espaço físico suficiente para atender essa demanda. Uma solução para esse problema são os cursos de aprendizagem de música e audiovisual do Instituto Ramacrisna. 

De acordo com a lei, os estabelecimentos com mais de sete empregados, de qualquer atividade, são obrigados a contratar e matricular aprendizes nos cursos de aprendizagem, em um percentual mínimo de 5% e máximo de 15% das funções que exijam formação profissional. 

>> Veja a quem compete fiscalizar as cotas de jovem aprendiz.

>> Entenda como funciona o programa de Jovem Aprendiz

Entenda como cumprir a cota de aprendizagem na sua empresa e ainda investir na formação musical de jovens com a ajuda do Ramacrisna.

Aprendizagem voltada para formação musical

Muitos jovens sonham em seguir com uma carreira na música, mas devido às dificuldades, muitos precisam desistir para procurar um emprego. No Instituto Ramacrisna muitos ingressam por meio da Orquestra Jovem e para que consigam dar continuidade, o Instituto inseriu na lista de cursos de aprendizagem a música e o audiovisual. Todo o processo foi feito com a autorização junto ao Ministério da Economia e a Superintendência Regional do Trabalho.

As regras são as mesmas dos outros cursos de aprendizagem, o jovem precisa ter de 14 a 22 anos, frequentar a escola regularmente, e cumprir uma jornada de trabalho de 4h ou 6h. Ainda está previsto por lei que esse tempo de atividade deve computar atividades teóricas e práticas. 

Normalmente, a parte prática é cumprida na empresa, mas no caso dos cursos de audiovisual e música, teoria e prática, são cumpridas no próprio Instituto Ramacrisna. As aulas teóricas e práticas são ministradas por professores especialistas de cada naipe. 

De acordo com a supervisora de projetos do Ramacrisna, Aline Fauez, o curso de Jovem Aprendiz é também um pré-vestibular para muitos que sonham em construir uma carreira na música. Além de ser uma alternativa para empresas que não tem espaço físico para receber os aprendizes e, que conseguem dessa forma cumprir a cota e ainda investir na formação desses jovens. 

“Dessa forma é possível dar base para que o jovem continue estudando para realizar os sonhos e ainda sendo remunerado por isso. É o que faz com que o pai não retire o filho da música, sendo um benefício para empresa que está cumprindo a cota e ainda realizando o sonho de um aluno”. 

A supervisora de projetos explica que os aprendizes de música, eventualmente, se apresentam nas empresas das quais são contratados. Essa é uma oportunidade de mostrar o trabalho que está sendo desenvolvido pelos aprendizes a partir das apresentações. 

Jovem aprendiz no audiovisual

jovem aprendiz no audiovisual com instrutor do Instituto Ramacrisna

Além da música, os jovens também encontram oportunidades no audiovisual. Atualmente, sete adolescentes integram o time de aprendizes da Antenados Produtora. Eles são moradores de bairros próximos ao Instituto Ramacrisna e convivem diariamente com a arte e a tecnologia envolvidas no audiovisual.

Entre aulas práticas e a rotina de produção da produtora, esses adolescentes aprendem sobre as técnicas e as ferramentas de áudio, vídeo e fotografia. Além disso, têm um aprendizado sobre informática, nas ilhas de edição.

O coordenador da Produtora, Tiago Abreu, destaca como o trabalho de aprendiz pode ajudar na vida profissional dos jovens. “São meninos muito jovens, que estão tendo uma oportunidade ímpar na vida, que é conhecer o mundo do audiovisual, que tem a tendência de crescimento em todo o mundo.”, acredita.

Vale destacar que, hoje, todos os funcionários da produtora começaram a vida profissional como aprendizes da Antenados. Isso marca a confiança no programa e a qualidade do conhecimento dos alunos. “Hoje ele é um menor aprendiz e, amanhã, ele pode se tornar um funcionário. Nós prezamos muito isso”, conclui Tiago.

Sua empresa precisa de indicação de jovens capacitados? Entre em contato conosco que vamos te ajudar.

compartilhar:

Receba nossas notícias