Notícias

12 de agosto de 2021

Cursos|Educação / Profissionalização|Jovem Aprendiz|Notícias

Dia internacional da juventude: projetos ajudam jovens a conseguir colocações no mercado de trabalho

A taxa de desemprego de jovens entre 18 a 24 anos foi 31% no primeiro trimestre de 2021, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua). O índice é mais que o dobro da média geral do país, que foi de 14,7% no período. Nesse Dia Internacional da Juventude, conheça a realidade dos jovens brasileiros e as ações do Instituto Ramacrisna voltadas para inclusão e capacitação.

Desemprego e desocupação

Mas essa situação vem de antes da crise causada pelo coronavírus: de acordo com o Atlas das Juventudes, entre 2019 e 2020, a cada 50 jovens brasileiros, 11 não trabalhavam e nem estudavam – a chamada geração nem-nem. Só que, ao contrário do que possa parecer, esses jovens não estão desocupados por desinteresse. 

Muitas vezes, as oportunidades esbarram nas barreiras de gênero e de renda:  mais da metade dos jovens nem-nem ouvidos pela pesquisa do Atlas estava fora do mercado porque necessitava de apoio para participar de cursos de qualificação. 

Sabendo dessa necessidade de apoio, o Instituto Ramacrisna tem projetos direcionados para a qualificação de jovens. Com cursos profissionalizantes e ações específicas para adolescentes e jovens em vulnerabilidade social, o Instituto dá oportunidades para moradores de Betim e mais 12 cidades da RMBH.

Para a vice-presidente do Instituto Ramacrisna, Solange Bottaro, as ações têm impacto positivo nas carreiras dos jovens.

“A oportunidade de qualificação profissional oferecida aos jovens, possibilita sua entrada no mercado de trabalho, ampliando seus horizontes, inclusive de aumento de escolaridade e impacto positivo em suas carreiras. É a construção de um futuro promissor e melhoria de toda a sociedade, pois os jovens são o futuro do país”, afirma.

Apoio mesmo durante a pandemia

As ações do Instituto Ramacrisna continuaram mesmo durante a pandemia. Só em 2020, foram atendidos 625 alunos em 37 turmas de 15 cursos profissionalizantes oferecidos pelo Instituto. Já no projeto Construindo o Futuro, com patrocínio da Petrobrás, foram 317 jovens nos cursos. 

Além de cursos profissionalizantes, o Instituto Ramacrisna também capacita e faz a ligação entre empresas e adolescentes aprendizes. É o primeiro contato com o mercado de trabalho e uma forma de dar mais oportunidades para esses jovens. Em 2020, 528 adolescentes atuaram como aprendizes em 99 empresas parceiras e outros 146 participaram do curso preparatório, o Projeto Jovens de Futuro. 

Educação e baixa procura pelo Enem

A pandemia não só aumentou o desemprego, como também trouxe dificuldades na educação dos jovens. Isso pode ser ilustrado pela diminuição no número de inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021: apenas 3,1 milhões de estudantes pretendem fazer a prova, que é a principal porta de entrada para o ensino superior no Brasil. É o menor número desde 2005.

Mas apesar da baixa, uma pesquisa  da Fundação Getúlio Vargas mostra que o estudo ainda é visto como o melhor caminho para um futuro melhor. O Instituto Ramacrisna também acredita na força transformadora da educação e investe em ações voltadas para a capacitação de jovens.

É o caso de projetos como Construindo a Cidadania e Novos Rumos, que oferece  profissionalização para adolescentes em situação de vulnerabilidade social, em cumprimento de medidas socioeducativas ou egressos, que utiliza a qualificação profissional para possibilitar o crescimento pessoal, acesso ao conhecimento e acompanhamento de atividades escolares. 

Oportunidades para a juventude e melhorias para todos

Mais do que uma melhoria individual ou de um núcleo familiar, a participação do jovem no mercado de trabalho e em cursos de qualificação pode trazer benefícios para todo o país.

De acordo com o Atlas das Juventudes, a inclusão dos jovens pode evitar prejuízos de até 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) dos países.

Esse mesmo levantamento estima que, se 40% dos jovens latino-americanos nem-nens tiverem uma capacitação, todo o país tem mais chance de crescer tanto econômica quanto socialmente.

E a prova de que essas mudanças realmente acontecem já podem ser sentidas pelas comunidades atendidas pelo Instituto Ramacrisna. A vice-presidente Solange Bottaro dá um panorama das melhorias que o investimento nos jovens já trouxe.

“O jovem, ao se qualificar e entrar no mercado de trabalho, beneficia não somente a ele, mas sua família e comunidade. Aumenta a autoestima de todos e se torna uma referência para um novo patamar social que transforma a todos que o cercam e traz dignidade e reconhecimento como novos fatores de cidadania”, detalha.

Para dar continuidade às nossas atividades, precisamos da sua colaboração. Clique e saiba como doar.

Sobre o Dia Internacional da Juventude 

O Dia Internacional da Juventude foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e existe desde 1999. A data tem como objetivo reconhecer lideranças jovens e pôr em foco a educação e a conscientização da responsabilidade e do papel das juventudes. 

Só no Brasil, mais de 40% da população é considerada jovem, segundo o IBGE, o correspondente a aproximadamente 50 milhões de habitantes nessa faixa etária.

Leve nossa ideia adiante. Compartilhe esse post com um amigo.

compartilhar:

Receba nossas notícias