Notícias

19 de maio de 2022

Cursos|Doações|Notícias|ONG's

Instituto Ramacrisna entrega vale alimentação e vale gás a famílias vulneráveis socialmente

Com o elevado índice de desemprego e endividamento da população, milhares de famílias, em todo Brasil, têm passado por grandes dificuldades e privações. Pensando em atender pelo menos parte delas, o Instituto Ramacrisna, com apoio da Petrobras, está realizando mais uma entrega de vales gás, no valor de R$ 102,00, e vales alimentação, de R$ 120,00, a moradores da Região Metropolitana de Belo Horizonte que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

A iniciativa vai beneficiar 1.329 famílias, moradoras de Betim, Sarzedo e Ibirité, ex-participantes das atividades do projeto Construindo o Futuro, realizado pelo Ramacrisna com patrocínio da Petrobras. Os vales serão entregues a cada dois meses nos três núcleos do Projeto Construindo o Futuro: Colônia Santa Isabel, Petrovale e Imbiruçu até o dia 30 desse mês.

A iniciativa já está fazendo a diferença na vida de muitas pessoas. É o caso de Érika Maurício dos Santos que está desempregada e viu a situação dentro de casa piorar. Segundo Érika, os vales gás e alimentação chegaram em boa hora. “Vão me ajudar demais nas despesas da minha família. Só tenho a agradecer ao Instituto Ramacrisna e à Petrobras”, afirma.

Segundo a vice-presidente do Instituto Ramacrisna, Solange Bottaro, apesar do momento mais difícil da pandemia ter passado, a maior parte das pessoas em situação de vulnerabilidade social e econômica do país continua atravessando momentos críticos. Isso acontece, ressalta ela, porque o desemprego continua alto e impacta principalmente as famílias de baixa renda. “A entrega do benefício às famílias possibilita melhor qualidade de vida para elas e cumpre um dos objetivos do Ramacrisna, de apoiar as famílias nos momentos de maior dificuldade”, ressalta.

Essa ação faz parte da iniciativa social da Petrobras com foco no acesso ao gás de cozinha, que abrange todas as regiões do país e prevê a distribuição de botijões ou auxílios para compra de gás de cozinha por famílias socialmente vulneráveis, associado, quando possível, à entrega de itens de alimentação.  Para esta etapa da iniciativa, a Petrobras fechou parceria com 56 instituições sem fins lucrativos, que atuam na execução de projetos socioambientais e de condicionantes ambientais da companhia, para realizar a doação para as famílias selecionadas. Serão beneficiados direta e indiretamente mais de 400 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social, vivendo no entorno de unidades operacionais da empresa ou que participam dos projetos apoiados pela companhia, em dezesseis estados do país. As famílias são identificadas com o apoio das instituições parceiras, que são responsáveis por operacionalizar as doações.

“Queremos estar mais próximos da sociedade apoiando as famílias mais vulneráveis. Essa ação será realizada em vários estados do país, com o fundamental apoio de instituições parceiras da Petrobras, como é o caso do Ramacrisna, com foco sobretudo nas regiões onde temos operações. A companhia é sensível às necessidades da sociedade e ficamos muito gratificados em poder ajudar a amenizar um pouco as dificuldades enfrentadas por essas famílias em situação de vulnerabilidade, para que possam ter alimento e gás de cozinha”, destacou a gerente executiva de Responsabilidade Social da Petrobras, Rafaela Guedes.

Construindo o Futuro

Patrocinado pela Petrobras, o “Construindo o Futuro” está sendo realizado desde 2020, oferecendo vários cursos de qualificação profissional, totalmente gratuitos, entre eles, cabeleireiro, barbeiro, manicure e pedicure, auxiliar administrativo, iniciação à fotografia e iniciação à informática básica, além de oficinas e atividades de incentivo à leitura. Em 2022 o foco do projeto são as vivências esportivas e culturais. O público-alvo das ações são crianças, adolescentes e jovens, de 6 a 17 anos, prioritariamente, os que estejam com defasagem escolar – idade/série. Ao todo, serão beneficiadas, aproximadamente, 3.200 pessoas em situação de vulnerabilidade social, com idades entre 3 e 40 anos.

compartilhar:

Receba nossas notícias