Notícias

Notícias

ONGs buscam cumprir Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Como melhorar o mundo sem agredir o meio ambiente? Essa foi a pergunta motivadora para que a Organização das Nações Unidas (ONU) criasse os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Eles fazem parte da Agenda 2030, plano de ação global criado para erradicar a pobreza e promover qualidade de vida a todos. Levando em conta as condições do planeta e sem comprometer as próximas gerações. Ao todo, 193 países assumiram o compromisso de envolver governos, empresas e sociedade civil para melhorar o mundo em três pilares: social, econômico e ambiental.

Conheça os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

  1. Erradicação da Pobreza
  2. Fome zero e agricultura sustentável
  3. Saúde e bem-estar
  4. Educação de qualidade
  5. Igualdade de gênero
  6. Água potável e saneamento
  7. Energia limpa e acessível
  8. Trabalho decente e crescimento econômico
  9. Indústria, inovação e infraestrutura
  10.  Redução das desigualdades
  11. Cidades e comunidades sustentáveis
  12. Consumo e produção sustentáveis
  13. Ação contra a mudança global no clima
  14. Vida na água
  15. Vida terrestre
  16. Paz, justiça e instituições eficazes
  17. Parcerias e meios de implementação

Papel das ONGs

Jovem em aula no projeto Adolescente Aprendiz do Instituto Ramacrisna. Trabalho decente e crescimento econômico fazem parte dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

Em pesquisa do IDDRI, as ONGs são classificadas como atores-chave para tornar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável uma realidade. O estudo avaliou relatórios de organizações alemãs e franceses e estabeleceu quatro principais formas de atuação:

  • Responsabilizar governos
  • Comunicar os objetivos do desenvolvimento sustentável para o público
  • Implementar projetos
  • Responsabilizar o setor privado

Aqui no Brasil, ONGs como o Instituto Ramacrisna também são fundamentais para que os 17 objetivos saiam do papel. Um levantamento realizado em 2018 ouviu 676 pessoas entre beneficiários, funcionários, clientes, fornecedores e parceiros. Eles apontaram quais ODS estão mais alinhados com a operação do Instituto Ramacrisna. O trabalho foi feito pela ImpactLab, empresa de consultoria que desenvolve soluções em gestão de impacto e inovação para organizações com ou sem fins lucrativos, associados e alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. 

Abaixo, você confere os ODS apontados como os mais alinhados com o Instituto. O tamanho das barras reflete o grau de envolvimento dos projetos do Ramacrisna com as metas.

Mapa dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável apontado como mais alinhados ao Instituto Ramacrisna

 

A vice-presidente do Instituto Ramacrisna, Solange Bottaro, explica como esse mapa ajuda a compreender como os projetos são vistos. 

A atuação do Ramacrisna foi incrível, pois uniu todos os stakeholders no processo. Desde a criança de 6 anos do ensino fundamental, aos funcionários, gestores e membros do Conselho Deliberativo. O envolvimento foi completo e todos vivenciaram a dor do planeta, das famílias vulneráveis e a importância de TODOS participarem juntos para a mudança desse sistema  que não mais atende a vida digna e  inclusiva de todos. 

Nos ajude a continuar colocando os objetivos em prática. Você pode contribuir sendo pessoa física ou jurídica. Saiba como doar.

Objetivos que o  Ramacrisna contribui

Além de apontar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável com mais afinidade, os entrevistados também explicaram como viam a as ações do Instituto de acordo com as metas: 

ODS 10 – Redução das Desigualdades: Garante e promove a igualdade de oportunidades e a inclusão social e econômica, independente de idade, gênero, deficiência, raça, etnia ou religião.

ODS 4 – Educação de Qualidade: Oferece educação complementar à escola para crianças e adolescentes, promovendo a sociabilidade e a capacidade criativa e estimulando o potencial cognitivo.

ODS 8 – Trabalho Decente e Crescimento Econômico: Promove capacitação e inserção no mercado de trabalho pelo programa Adolescente Aprendiz. E cria oportunidades de qualificação ou requalificação profissional.

ODS 16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes: o Ramacrisna realiza, há mais de 60 anos, um trabalho responsável e transparente. Além de prezar pela ética e gestão inclusiva e participativa.

ODS 9 – Indústria, Inovação e Infraestrutura: A Fábrica de Telas Ramacrisna possui maquinário moderno e adota princípios sustentáveis.

ODS 5 – Igualdade de Gênero: Garante a inserção e a igualdade de oportunidades das mulheres em seus projetos. Também realiza palestras e oficinas sobre igualdade de gênero e empoderamento feminino. 

ODS 12 – Consumo e Produção Sustentáveis: Promove oficinas de materiais reaproveitados para as crianças do Centro de Apoio Educacional Ramacrisna, incentivando a preservação do meio ambiente e multiplicando as informações.

ODS 1 – Erradicação da Pobreza: garante a inclusão de adolescentes e jovens em vulnerabilidade social em projetos que promovam o desenvolvimento pessoal, social e econômico

ODS 3 – Saúde e Bem-estar:  promove palestras e oficinas para conscientizar e reforçar a prevenção do uso de álcool e drogas. Informa sobre saúde sexual, DSTs e gravidez na adolescência.

ODS 7 – Energia Limpa e Sustentável: A Usina Fotovoltaica gera energia limpa, de fonte silenciosa e com economia imediata para as atividades sociais.

Conheça a avaliação de cada projeto do Instituto Ramacrisna com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Minas 2032

O Instituto Ramacrisna é o mais novo integrante do Movimento Minas 2032 (MM2032), que reúne organizações dos três setores da sociedade civil para acelerar as ações para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU). A medida reforça o compromisso da organização na aplicação de esforços para alcançar as metas da Agenda 2030 tanto internamente – com funcionários, voluntários e assistidos – quanto com parceiros e população em geral. 

Liderado pela empresária Adriana Muls, em parceria com o Instituto Orior, o “Movimento Minas 2032 (MM2032) – pela transformação global” propõe uma discussão sobre um modelo de produção duradouro e inclusivo, capaz de ser sustentável, e o estabelecimento de um padrão de consumo igualmente responsável. Em quase quatro anos de existência, o grupo vem crescendo e conquistando novos parceiros no setor público e privado.

 Entre os participantes do MM2032 estão a Fundação Dom Cabral, Fundamig, FIEMG, ArcelorMittal, Governo de Minas, Rede Band, Sociedade Mineira de Engenheiros, CEMAIS, Sistema OCEMG, FAPEMIG, BH AirPort, entre muitos outros importantes representantes do primeiro, segundo e terceiros setores em Minas Gerais.

Compartilhe essa ideia. Envie esse artigo para um amigo conhecer nosso projeto.

 

compartilhar:

Receba nossas notícias