Notícias

Notícias

Ramacrisna comemora 62 anos com saldo social positivo no balanço de 2020

Apesar das adversidades causadas pela pandemia do coronavírus, o Instituto Ramacrisna conseguiu continuar impactando milhares de vidas no ano passado. Foram mais de 16 mil atendimentos realizados, de acordo com o balanço de 2020 do Ramacrisna.

O resultado social positivo é um presente para a instituição, que está celebrando 62 anos de história e foi eleita, pelo 4° ano consecutivo, como uma das 100 melhores ONGs do país.

Leia mais >>> Ramacrisna está entre as melhores ONGs do Brasil pelo quarto ano consecutivo

A organização, fundada em 1959, desenvolve projetos de aprendizagem, profissionalizantes, culturais, de geração de trabalho e renda, de tecnologia, de esporte e lazer, entre outros, para crianças, jovens e adultos em situação de vulnerabilidade social de 13 cidades da Região Metropolitana de BH.

A dinâmica de trabalho dos profissionais que fazem parte do Instituto e seus parceiros contribuiu para que o desenvolvimento social existisse, mesmo diante do período de isolamento.

Confira, abaixo, como foi o ano de 2020 para o Instituto Ramacrisna.

Atendimento

Ao longo de mais de seis décadas, o Ramacrisna coleciona prêmios e reconhecimentos. E um dos mais gratificantes é conseguir gerar oportunidades.

Por isso, a organização manteve vários cursos profissionalizantes como Logística, Vendas, Informática Básica, entre outros, em funcionamento durante a pandemia. Ao todo, foram:

  • 15 cursos;
  • 29 turmas; 
  • 479 alunos.

No núcleo dedicado a jovens aprendizes, os resultados também são positivos. O Instituto fechou o ano com:

  • 528 adolescentes inseridos no mercado de trabalho; 
  • 146 alunos matriculados no programa Jovens do Futuro; 
  • 99 empresas parceiras.

Atividades presenciais apontadas no balanço de 2020 do Ramacrisna

Até o início do isolamento social, no mês de março, o Centro de Apoio Educacional Ramacrisna também gerou oportunidades de conhecimento e inclusão. 

A organização promoveu 278 ações de apoio pedagógico e de inclusão digital e recebeu 547 alunos em oficinas, sendo 179 nas atividades de esportes, 110 em xadrez, 99 de judô, 86 de música e dança e 73 nas oficinas de robótica. 

No âmbito cultural, 41 músicos participaram da Orquestra Jovem Ramacrisna.

Leia mais >>> Conheça uma das orquestras em BH com formação para jovens

Antes do período pandêmico também foi registrado o empréstimo de 179 livros. Além disso, entre janeiro e março, 328 alunos usaram o espaço literário para estudar ou conhecer novas histórias. 

Doações apresentadas no balanço de 2020

O novo cenário social gerado pela pandemia trouxe diversos desafios para que o Instituto Ramacrisna continuasse com suas ações inalteradas. A procura de empresas e parcerias para destinar doações foi fundamental para que a organização mantivesse o atendimento ao seu público-alvo, que esteve ainda mais vulnerável neste período.

Ao longo do ano, houve a distribuição de diversos itens de alimentação, higiene pessoal, brinquedos e até de 600 chips de internet para facilitar o acesso ao ensino remoto a crianças e jovens. 

Ao total, foram recebidas quase 11 mil doações direcionadas às famílias da comunidade. A solidariedade de empresas e organizações beneficiou 43.379 pessoas.

Gestão

Para manter o funcionamento do Ramacrisna, a organização conta com o apoio da Fundação Dom Cabral no desenvolvimento de competências em gestão e autossustentabilidade.

Essa base foi fundamental para o enfrentamento da Covid-19 durante o ano de 2020, promovendo readequações importantes.

A eficiência da gestão garantiu 16.814 atendimentos no total, sendo 630 com patrocínio da Petrobras, 1.472 feitos diretamente pelo Instituto Ramacrisna e 14.712 em parceria com o Poder Público.

A ação dinâmica dos gestores para manter parcerias com organizações públicas também resultou na distribuição de mais de um milhão de refeições. Ao longo do ano, o Ramacrisna, que é responsável pela administração dos restaurantes populares de Betim, serviu 388.755 pratos para a população.

Já em parceria com a Secretária da Saúde de Betim, a organização conseguiu entregar 746.491 refeições para UPAs, hospitais e maternidades.

compartilhar:

Receba nossas notícias