Notícias

Notícias

Novos Rumos: jovens em cumprimento de medida socioeducativa realizam cursos profissionalizantes no Ramacrisna

“Eu penso em mudar de vida, ter um serviço e uma oportunidade melhor”, diz Talles Mendes Junior. Já o jovem Arthur Canazarte é objetivo, “eu espero arrumar um emprego e sair daqui trabalhando”. Os sonhos são muitos: comprar uma moto, uma casa, constituir família e, principalmente, recomeçar. E o caminho para a conquista de cada um destes objetivos para jovens em cumprimento de medidas socioeducativas executadas em meio aberto em Betim passa pelos estudos. Por meio de dois projetos desenvolvidos pelo Instituto Ramacrisna: o Construindo a Cidadania e o Novos Rumos.

Realizado em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Betim cerca de setenta jovens participarão no Instituto Ramacrisna de cursos profissionalizantes escolhidos por eles. Entre os cursos estão o de qualificação profissional nas áreas de Mecânica de Automóveis (400 horas/aula), Soldagem (300 horas/aula) e Operador de computadores e redes locais (280 horas/aula), entre outros.

Para a vice-presidente do Ramacrisna, Solange Bottaro, contribuir para a garantia da inserção social dos adolescentes e jovens pela via do trabalho e, simultaneamente, colaborar para a interrupção do circuito de reincidência infracional, é o principal objetivo do projeto. Os cursos atendem não só a demandas do mercado de trabalho, mas possuem o diferencial de permitirem uma atuação autônoma. ‘’O jovem pode atuar prestando serviços como conserto de computadores e instalações elétricas em residências, por exemplo’’, explica Solange. Faz parte também do projeto preparar o jovem para uma entrevista de emprego, ensiná-lo a elaborar seu currículo, frequentar ambientes públicos, cuidar de sua aparência pessoal, consolidando sua preparação e maturidade para trilhar novos caminhos.

A coordenadora pedagógica do Instituto, Adriana Machado, reforça ainda que o projeto também apresenta para os alunos que existem outros caminhos. “Eles chegam aqui desacreditados, pensando que não existem outras possibilidades. O que fazemos é mostrar trajetos e encorajá-los”.

A primeira etapa do projeto Construindo a Cidadania aconteceu durante os meses de outubro a novembro do ano passado. Os jovens tiveram aulas voltadas para o desenvolvimento de habilidades e competências que envolveram tanto o viés acadêmico (português, matemática, conhecimentos gerais) quanto o cultural (participação em ações culturais, esportivas, incentivo à leitura, dentre outras) e o aprimoramento de novos conhecimentos tecnológicos (uso da internet, aprendizado do Windows, Word, Excel), articulados com a educação profissionalizante. Agora, cada aluno irá para a turma que optou por fazer os cursos profissionalizantes, respeitando o calendário de início de cada curso ofertado.

Formatura do curso de Auxiliar Administrativo do projeto Construindo a Cidadania – Nov/2019.

O Ramacrisna possibilitará, fora do horário dos cursos, apoio pedagógico por meio de atendimento individual de profissional habilitado a auxiliar o aluno para tratar exclusivamente da dificuldade apresentada visando possibilitar a ele o entendimento dos conteúdos em estudo. Paralelamente, serão desenvolvidas noções de ética, conscientização ambiental, valores e princípios em todos os cursos ofertados, norteando os alunos em direção a uma postura protagonista e cidadã.

A vice-presidente do Ramacrisna explica ainda que o projeto será desenvolvido em estreita articulação com os profissionais do CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social, que acompanharão todo o processo por meio de reuniões sistemáticas ou eventuais com os gestores e profissionais do Ramacrisna, bem como por contatos semanais (telefônicos ou via e-mail) visando trocas regulares de informações, imprescindíveis para o êxito de trabalhos desta natureza.

Ao final dos cursos será realizada uma formatura solene com a presença de todos os alunos, autoridades locais e familiares para a entrega dos certificados de conclusão do curso aos que atenderam aos critérios de aprovação.

Entenda os projetos

Com duração de 24 meses, o projeto Construindo a Cidadania contempla 30 adolescentes de 14 a 18 anos inseridos e/ou egressos do sistema de atendimento socioeducativo de Betim. Primeiramente os jovens participaram do curso preparatório de Auxiliar Administrativo com uma carga horária de 80 horas/aula e a partir de fevereiro de 2020 serão distribuídos entre os cursos profissionalizantes já oferecidos pelo Instituto. Além do CMDCA de Betim, este projeto conta também com apoio do Ministério Público do Trabalho. Já o projeto Novos Rumos, com duração de 12 meses, atenderá 40 adolescentes e jovens, dentro da faixa etária de 13 a 18 anos, inseridos em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto. Eles participarão dos cursos de Informática (básica e avançada), Robótica (básica e avançada) e Mecânica de Automóveis.


Receba nossas notícias